EFEITO DA ADUBAÇÃO VERDE SOBRE O CRESCIMENTO DE KALANCHOE PINNATA (LAM.) PERS.

Prof. Dr. Maurício Reginaldo Alves dos Santos, Maria das Graças Rodrigues Ferreira, José Oreste Merola Carvalho, Alaerto Luiz Marcolan, Gigliane Raquel Perez Barroso, Renato Abreu Lima, Andrina Guimarães Silva

Resumo


RESUMO: O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da utilização de diferentes misturas de adubos verdes  no  crescimento  de  plantas  da  espécie  medicinal Kalanchoe pinnata.  Os  ensaios  foram realizados na área experimental da Embrapa Rondônia, em Porto Velho, Brasil, de março a julho de 2006. Os  tratamentos  consistiram  nas  seguintes  combinações  de  adubos  verdes:  1. Mucuna  preta (Mucuna  aterrima)  +  milheto  (Pennisetum glaucum)  +  girassol  (Helianthus  annuus);  2.  Crotalária (Crotalaria  Juncea)  +  milheto  +  girassol;  3.  feijão  de  porco  (Canavalia  ensiformes)  +  milheto  + girassol; 4. girassol + milho (Zea maiz cv. BR106) + mucuna preta +  feijão de porco +  feijão guandu (Cajanus cajan) + crotalária + leucena (Leucena leucocephala) + milheto; e 5. Regeneração natural. A adubação  verde  composta  pelo  consórcio  de mucuna  preta, milheto  e  girassol  resultou  em maior crescimento em altura das plantas. Quanto  ao  número de  folhas, este tratamento  foi equivalente  à regeneração natural e significativamente superior aos demais tratamentos. Com base nos resultados apresentados,  recomenda-se a utilização de adubação verde com mucuna preta, milheto e girassol no cultivo de K. pinnata.

PALAVRAS-CHAVE: Agroecologia. Plantas medicinais. Adubo verde.


Texto completo:

PDF




Direitos autorais



ISSN: 1982-792X