Prevalência de má nutrição e doenças oportunistas em pacientes HIV/AIDS internados em um hospital referência em Porto Velho – Rondônia

Ana Alice Alves da Silva, Danielli Almeida de Lima, Aline Rézio de Matos, Luna Mares Lopes de Oliveira, Inez Helena Helena Vieira da Silva Santos

Resumo


A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) é uma pandemia incurável, tornando o indivíduo susceptível ao aparecimento de doenças oportunistas. A introdução da terapia antirretroviral altamente ativa (TARV) aumentou a qualidade e o tempo de sobrevida dos pacientes. Entretanto, o perfil nutricional destes pacientes ainda é um fator complicador da doença, sendo a desnutrição amplamente documentada. O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil nutricional, perda ponderal, uso de TARV e ocorrência de doenças oportunistas em pacientes HIV+. Trata-se de um estudo prospectivo e transversal, realizado no hospital de doenças infectocontagiosas de Porto Velho-RO, no período de 07 de agosto a 30 de setembro de 2013. As medidas aferidas nas primeiras 72 horas pós-internação foram peso, altura, IMC e circunferência do braço (CB). Nos prontuários foram coletados os dados: história de alteração ponderal não intencional, uso de TARV pré-internação e doenças oportunistas. Foram estudados 20 pacientes, com idade entre 23 e 58 anos. Pelo IMC, 65% encontravam-se eutróficos, 20% magreza I e 15% sobrepeso. Pela CB, 50% apresentaram perda ponderal recente. O uso TARV era feito por 85% dos avaliados de forma irregular. 100% apresentaram doenças oportunistas. Conclui-se que os pacientes necessitam de acompanhamento multiprofissional desde o diagnóstico da doença.

Palavras-chave


Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS); Nutrição; Perda ponderal; Doenças oportunistas

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2015 Saber Científico



ISSN: 1982-792X