LEVANTAMENTO DOS RECURSOS VEGETAIS UTILIZADOS COMO FITOTERÁPICOS NO MUNICÍPIO DE CUJUBIM, RONDÔNIA, BRASIL

Maurício Reginaldo Alves dos Santos, Maria Railda de Lima

Resumo


Grande  parte  da  população  brasileira  não  tem  acesso  aos medicamentos  sintéticos. Em Rondônia,  esta  situação  é  ainda mais  grave,  devido  ao  isolamento  geográfico  e  social  em  que  se encontra  a maioria  dos  52 municípios  do Estado. Neste  contexto,  a  fitoterapia  apresenta-se  como alternativa  para  promover  a  melhoria  da  qualidade  de  vida  das populações,  valendo-se  do conhecimento popular e da vegetação local para o tratamento das afecções. O objetivo deste trabalho foi promover o resgate do conhecimento sobre plantas utilizadas na medicina popular no município de Cujubim-RO, a partir de um levantamento etnobotânico. Foram realizadas entrevistas acerca do modo de uso, dose preconizada, parte do vegetal utilizada, seu modo de preparo e  indicação  terapêutica, além de coleta e identificação taxonômica das plantas. Foram obtidas 540 citações de utilização das plantas, sendo identificados mais de 50 tipos de doenças. As mais citadas foram as relacionadas com o  aparelho  respiratório,  infecções  em  geral,  doenças  do  aparelho  digestivo,  infecções  intestinais, ferimentos,  verminoses  e  complicações  neurológicas.  As  plantas  mais  utilizadas  foram:  Mentha pulegium,  Plectranthus  barbatus,  Mentha  sp.,  Arrabidaea  chica,  Chenopodium  ambrosioides, Anacardium occidentale, Gossipium hirsitum, Plectranthus amboinicus, Aloe  vera, Psidium guajava, Citrus  sinensis  e  Lippia  alba.  Foram  constatadas  nove maneiras  diferentes  de  utilização:  decocto, infuso,  macerado,  melado,  sumo,  batido  e  látex;  sendo  as  partes  vegetais  mais  utilizadas:  folha, caule, casca, raiz, fruto, semente e flor.


Texto completo:

PDF




Direitos autorais



ISSN: 1982-792X