EDUCAÇÃO PERMANENTE EM REANIMAÇÃO CARDIOPULMONAR: IMPACTO NO CONHECIMENTO PARA OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Leo Christyan Alves de Lima, Anitha de Cássia Ribeiro da Silva, Thais Sene Campos, Letícia Auxiliadora Fragoso da Silva, Arlindo Gonzaga Branco Júnior

Resumo


O presente trabalho avaliou o processo de educação em saúde voltado para o nível de conhecimento dos profissionais da saúde acerca do processo de reanimação cardiopulmonar. Objetivo: analisar o impacto no conhecimento sobre a reanimação cardiopulmonar após realização de uma educação permanente. Metodologia: trata-se de uma pesquisa de campo com abordagem quanti-qualitativo, descritivo e de caráter transversal. A coleta dos dados foi a partir da aplicação de um questionário realizado previamente à capacitação e outro aplicado logo após a educação permanente teórico-prático estruturado pelos pesquisadores. Resultados: Os profissionais de saúde apresentaram conhecimento suficiente para lidar em situações de emergência, tal qual a parada cardiorrespiratória, porém requer constante atualização e conhecimento suficiente para diminuição da mortalidade entre esses casos. Diante disso, notamos que esses profissionais estão aptos para prestação de socorro em momentos necessários, no entanto é de fundamental importância a atualização do conhecimento com frequência para que não haja esquecimento ou aplicação da técnica errada, assim, haverá êxito na prestação de socorro e diminuição da mortalidade.


Palavras-chave


Pessoal de saúde. Educação continuada. Reanimação cardiopulmonar.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2020 Revista Saber Científico

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSN: 1982-792X