AUTO SUFICIÊNCIA NA PRODUÇÃO DE ENERGIA: CASO FAZENDA SEIS AMIGOS

Arlete Cherobini Orth, Nadir João Paludo, Elisson Marcio Milke, Teresinha Maria Dall Alba

Resumo


O Brasil é país com grande potencial para a produção de bioenergia e biocombustíveis, haja vista possuir grande quantidade de matérias primas e recursos naturais, os quais fontes de energias renováveis e alternativas, sendo assim, causam pouco impacto ao meio ambiente. O presente artigo teve como objetivo, avaliar a implementação de uma unidade de produção de bioenergia, em relação às normas ambientais, a forma com que utiliza-se a adubação com biofertilizantes, bem como identificar os gargalos da produção de biofertilizantes e bioenergia. Ainda, conhecer todo o processo produtivo de energia e entender o projeto de viabilidade ambiental, a partir de uma visita a campo e entrevista semiestruturada, com isso, foi possível observar que as normas ambientais são respeitadas na propriedade e que os proprietários possuem, grande preocupação com as questões ambientais, praticam agricultura, voltada para a sustentabilidade, onde a totalidade produzida, inclusive os dejetos suínos, são aproveitados na produção de subprodutos, os quais utilizados no próprio empreendimento, fazendo com que os custos finais de produção diminuam e ainda polua-se o mínimo possível a atmosfera, auxiliando para que as condições de habitabilidade não se modifiquem, contribuindo assim, para a perpetuação da atividade e consequentemente do ser humano, em vista a seu habitat natural, ser praticamente inalterado.


Palavras-chave


Bioenergia. Meio ambiente. Sustentabilidade. Biofertilizante.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2020 Revista Saber Científico

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSN: 1982-792X