EDUCAÇÃO EM SAÚDE NO AMBIENTE ESCOLAR: ANÁLISE POLÍTICO-PEDAGÓGICA DE EXPERIMENTAÇÕES VIVENCIADAS POR ESTAGIÁRIOS

Luiz Eduardo de Almeida, Marília Nalon Pereira, Vitória Celeste Fernandes Teixeira do Carmo, Beatriz de Pedro Netto Mendonça, Letícia Ladeira Bonato, Nathália Vianelli Maurício, Julia Moreira Dutra, Larissa Queiroz Lacerda Pereira, Laryssa Costa Huguenin França, Lucas Silveira Dias, Maria Otávia Souza Lingordo

Resumo


Estágios supervisionados são abordagens extramuros fundamentais para o processo formativo dos futuros profissionais de saúde. Frente a importância destes cenários, que permitem aproximar o graduando aos seus futuros cenários práticos de atuação, o presente estudo não encontrou apenas sua justificativa, bem como alicerçou seu propósito: o de analisar, qualitativamente, o percurso político-pedagógico atrelado às experimentações do Estágio de Clínica Integrada em Atenção Primária (Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Juiz de Fora) vivenciadas em um ambiente escolar. Didaticamente, o estágio foi estruturado em dois períodos, “Pré-intervenção” e “Intervenção”. Do primeiro, se desvendaram duas ações, a “Contextualização dos acadêmicos estagiários” e a “Estruturação, Ambientalização e Levantamento de necessidades do ambiente de trabalho”. Já o segundo foi guiado pelo instrumento “TPC” (Teorizar-Praticar-Criticar), onde todas as ações programadas seguiram a lógica ativa do planejamento estratégico, ou seja, contextualizadas às realidades do cenário de prática (ambiente escolar). Das experimentações vivenciadas algumas inferências se destacaram: a efetividade do instrumento “TPC” no direcionamento dos acadêmicos estagiários no planejamento estratégico de ações de educação em saúde; o reconhecimento do ambiente escolar como território fértil para o desenvolvimento de atividades promotoras de saúde; a importância de se disseminar, em espaços científicos, os aprendizados advindos de experimentações práticas de estágios. Por fim, sob análise global, pode-se afirmar que cenários práticos são territórios inesgotáveis para a aplicação dos conceitos disseminados em sala de aula e para o alicerce da pesquisa, em suma, fundamentais para o processo formativo dos futuros cirurgiões-dentistas.


Palavras-chave


Educação superior. Estágio Clínico. Capacitação profissional. Educação em saúde. Serviços de saúde escolar.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2020 Saber Científico

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSN: 1982-792X