PREVALÊNCIA DE PACIENTES INTOXICADOS POR CARBAMATO NO BRASIL: REVISÃO INTEGRATIVA

Sirlene Santos de Jesus, Alesandra Santos Santos, Gabriel Gomes da Silva, Braz da Fonseca Neto, Rafaella Bastos Leite, Juliana Campos Pinheiro, Aguinaldo Moreira de Oliveira Júnior

Resumo


A intoxicação exógena no Brasil é um fator de grande preocupação atual. Este trabalho tem como objetivo evidenciar a prevalência no Brasil dos pacientes com intoxicação por carbamato. Contribuindo desta forma, para a prevenção de complicações e da mortalidade desses pacientes. Foram incluídos os resultados de artigos originais de 2010 a 2018, sendo excluídos artigos de revisão de literatura e publicações que não se enquadraram no recorte temporal estabelecido e que não abrangiam os critérios do tema escolhido. Os artigos encontrados abordaram os casos de intoxicação exógena por carbamato, sendo que as estatísticas revelam como este tipo de acidente tem aumentado em número de casos no Brasil. Trazendo também a deficiência nos órgãos de notificação dos casos, o que prejudica na avaliação quantitativa, que através dos números pode buscar novas formas de abordagens para resolução dos casos. Conhecendo o perfil do paciente intoxicado por carbamato, pode-se prevenir as complicações e as elevadas taxas de mortalidade. Sendo necessário o conhecimento científico e prático para prestar um atendimento precoce e adequado.  


Palavras-chave


Carbamatos. Saneantes. Suicídio.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22614/resc-v8-n2-1231



Direitos autorais 2019 Saber Científico

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSN: 1982-792X