PRINCIPAIS COMPLICAÇÕES DA CIRCULAÇÃO EXTRACORPÓREA EM CIRURGIAS CARDÍACAS EM UM HOSPITAL DA REGIÃO NORTE

Sandy Ribeiro Barros, Michele Matias Bandeira, Jandra Cibele Ribeiro de Abrantes Pereira Leite

Resumo


Jonh Gibbon é o pai da Circulação Extracorpórea (CEC) e desde 1953 vários estudos vêm sendo realizados com o objetivo de diminuir a morbimortalidade desse procedimento, já que o perfil de pacientes vem mudando com a realização de cirurgias em pacientes mais idosos e acompanhados de várias comorbidades. O objetivo da pesquisa é analisar as principais complicações em pacientes submetidos a cirurgias cardíacas utilizando a circulação extracorpórea. Trata-se de uma pesquisa quantitativa e descritiva, realizada no hospital Dr. Ary Pinheiro em Porto Velho-RO, sendo analisados 16 prontuários de pacientes que realizaram cirurgia cardíaca utilizando a CEC no período de janeiro 2016 a dezembro de 2017. Dentre as complicações encontradas no pós-operatório a algia acometeu 9 (56,3%), a hipotensão e leucocitose ambas em 8 (50,0%), arritmia/taquicardia 5 (31,3%), estes com mais frequência, tendo a ocorrência de 3 (18,8%) óbitos.  Para a equipe de enfermagem, o conhecimento das complicações no pós-operatório de cirurgia cardíaca com o uso da CEC facilita a implementação de um plano de cuidados adequado, prevenindo maiores complicações, sequelas e até mesmo óbitos.


Palavras-chave


Circulação Extracorpórea. Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos. Complicações Pós-operatórias.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22614/resc-v8-n1-1141



Direitos autorais 2019 Saber Científico

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ISSN: 1982-792X